Como saber se o medicamento é falso ou verdadeiro?

FALSIFICAÇÃO DE MEDICAMENTOS

O consumo de medicamentos falsificados, contrabandeados ou sem registro nos órgãos competentes cresceu bastante, não somente no Brasil, mas em todo o mundo, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).
Diferentemente dos outros casos de pirataria ou falsificação, as pessoas
que compram medicamentos falsificados agem de boa-fé, acreditando que
estão adquirindo um produto genuíno. Porém, o falsificador almeja apenas
o dinheiro do consumidor, sem considerar sua vida ou saúde.

O QUE SÃO MEDICAMENTOS FALSIFICADOS?
São aqueles que não provêm do fabricante original ou que sofreram alterações ilegais antes do seu fornecimento ao paciente, por exemplo:
• que contêm o ingrediente ativo correto, mas em uma dose muito alta
ou muito baixa;
• cuja data de validade foi alterada;
• que não contêm o ingrediente ativo;
• que contêm um ingrediente ativo diferente daquele declarado;
• que são vendidos com embalagens, blisters ou panfletos de informações falsos;
• são objetos de cargas roubadas e vendidos sem nota fiscal.

QUAIS OS RISCOS ao CONSUMIR MEDICAMENTOS FALSOS?
Os riscos variam muito, dependendo do tipo de falsificação:
• se o medicamento tiver sido diluído ou estiver menos concentrado, a doença que devia ser tratada permanece ou piora, e pode significar
risco de morte.
• mudanças na fórmula do produto de forma clandestina aumentam as chances de intoxicação, pois os produtos adulterados podem conter substâncias tóxicas.
• medicamentos verdadeiros roubados de laboratórios ou amostras grátis reembaladas pelas quadrilhas perdem as garantias de higiene e
conservação, podendo causar riscos para a saúde.

CUIDADO
A internet se transformou no principal veículo de comércio de medicamentos falsificados no mundo todo. Nem sempre o medicamento encomendado é o que você recebe e o efeito que ele terá sobre o organismo é imprevisível.
Evite comprar medicamentos fora da farmácia, mas se não puder evitar, compre de farmácia conhecida e regularizada pela Vigilância Sanitária.

image

QUAIS OS CUIDADOS AO COMPRAR MEDICAMENTOS?
• Só tome medicamentos com orientação médica.
• Nunca compre medicamentos em feiras e camelôs.
• Só compre medicamentos em farmácias e drogarias, de preferência aquelas que você já conhece.
• Muita atenção com promoções e liquidações: preços muito baixos podem indicar que o medicamento tem origem duvidosa, nenhuma garantia de qualidade ou até mesmo pode ser produto roubado.
• Exija sempre a nota fiscal da farmácia ou drogaria.
• Guarde com você a nota fiscal, a embalagem e a cartela ou frasco do medicamento que está sendo usado. Eles são seu comprovante, em caso de irregularidade, para você poder dar queixa.
• Não compre medicamentos com embalagens amassadas, lacres rompidos, rótulos que soltam facilmente ou estejam apagados e borrados.
• Se o medicamento deixar de fazer efeito, procure imediatamente o médico.

COMO SABER SE UM MEDICAMENTO É VERDADEIRO?
Na hora da compra, verifique na embalagem do
medicamento:
• Número do lote: o número impresso na parte de fora da
caixa deve ser igual ao que vem impresso no frasco ou na cartela interna.
• Data de validade do produto.
• Número de registro na Anvisa.
• Número de telefone para tirar dúvidas com o fabricante.
• Lacre de segurança, inclusive para soros e xaropes.
• Durante o ano de 2010, a raspadinha da embalagem será substituída pelo novo item de segurança.

Fonte: O que devemos saber sobre medicamentos. ©2010. Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Anúncios

Deixe um comentário! :)

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s